Menu >> Início | Quem somos | Catálogo | Comprar | Download de textos | Notícias | Contato

Título: La fortalea de Humaitá: La Sebastopol de América
Assunto: História da América do Sul,
Assunto: Guerra da Triple Aliança
Autores: Eduardo Nakayama, Mateo Nakayama
Formato: 13x19
Número de páginas: 128
Editora: Servilibro 2015
ISBN: 9789995308513
Compre no Brasil / Compre fora do Brasil

Cap. 1.As "Ruínas de Humaitá", como são chamadas hoje, constituem muito provavelmente os vestígios mais representativos da longa e devastadora Guerra da Tríplice Aliança contra o Paraguai.
Cap. 1.Várias razões confluem para dar a Humaitá este macabro privilégio. Hoje, muitas pessoas as desconhecem ou pensam que sejam ruínas pertencentes ao período jesuítico e ignoram que seus tijolos são as testemunhas silenciosas de um dos maiores desastres causado pelo ser humano na América do Sul.
Cap. 1.A outrora majestosa igreja San Carlos Borromeo, inaugurada em 1861 e nomeada em homenagem ao santo padroeiro do presidente paraguaio Carlos Antonio López, erguia-se monumentalmente no meio das planícies de Ñeembucú como o maior templo católico no Paraguai e um dos maiores na América do Sul. Humaitá também acolheu a maior parte do exército paraguaio, tornando-se a base principal para as campanhas ofensivas na Uruguaiana e em Corrientes, e, mais tarde, converteu-se num bastião da defesa paraguaia durante a campanha de Humaitá ou do "Quadrilátero".

Cap. 1.Prefácio

Cap. 1.Tenho acompanhado com entusiasmo o trabalho notável de jovens estudiosos que, no afã de reformular a essência da história do Paraguai, recorrem a argumentos com base em documentos e, desta forma, conseguem articular fatos e personagens com narrativas despojadas daqueles adereços que desacomodam e desvirtuam o esforço árduo de homens e mulheres para alcançar um Paraguai independente e soberano.
Cap. 1.É verdadeiramente gratificante perceber um novo impulso para afastar a linha anacrônica da exploração histórica, caracterizada pela suspicácia e pelo nacionalismo extremo.
Cap. 1.A respeito da metodologia utilizada pelos autores destacamos o esmero na descrição dos detalhes da famosa fortaleza. Os autores esquadrinham as origens, a função, a construção e o desenvolvimento da obra colossal, como também investigam o papel patético e glorioso de Humaitá não só nos dias bélicos, mas também na defesa tenaz dos direitos a domínio e autonomia do território nacional.
Cap. 1.
Cap. 1.Alfredo Boccia Romañach

Eduardo Nakayama, Mateo Nakayama

La fortaleza de Humaitá

Português | Español | English | Polski | Deutsch
R$ 62,00