Título: Passos com paixão
Subtítulo: Uma teologia do dia-a-dia
Assunto: Teologia feminista
Ano: 2007
Autor(a): Lieve Troch (org.)
Apresentação: Ivone Gebara
Formato: 14x21
Número de páginas: 96
Editora: Nhanduti
Edição: 1
ISBN: 9788560990023

As autoras neste livro transgridem as teorias teológicas estabelecidas. Vão além das fronteiras conhecidas e reconhecidas, além dos poderes que delimitam e nos convidam a pensar de outra maneira. Nesses textos, há algo profundo ou periférico, interior e exterior, que se busca, se vive, se sente e se quer nomear com outras palavras, outros verbos, outros substantivos e adjetivos.

São o aprendizado e o ensinamento da cozinha, das receitas improvisadas ou aprendidas, da partilha do pão, do tango, do samba no ir e vir dos corpos, nas aproximações e no distanciamento fazendo acontecer de forma plural e sempre inédita o que chamamos de ser humano. O que vemos, nomeado às vezes de divino, não está fora, mas dentro, não longe, mas perto, não é repetitivo, mas experimentado na variedade e monotonia de nosso dia-a-dia...

Estes ensaios teológicos revelam uma outra ordem do mundo dentro da desordem e da violência. Não pretendem armazenar frutos eternos, mas querem apenas ser respostas singelas e perecíveis às pessoas que desejam ser construtores do sentido de suas vidas. E isto tudo porque crêem que o mistério da vida está em “vasos de barro” e ninguém tem a sua propriedade.

As autoras, provenientes de um contexto europeu, com mapas culturais e religiosos particulares, abrem-se para outras culturas, misturam experiências, analogias, estórias e sabores mostrando os pontos comuns às nossas buscas.

Creio que o público brasileiro vai apreciar esta nova abordagem e reconhecer nela a mistura que também sempre esteve presente em nossa cultura.

Ivone Gebara

Compre no Brasil
Compre fora do Brasil

Lieve Troch

Passos com Paixão. Uma teologia do dia-a-dia

Teólogos/as de contextos diferentes podem se achar de repente em espaços pluralistas onde são chamados/as a serem multilingües, poliglotas: falar a língua do entendimento religioso e a da ciência e da academia, e partilhar a experiência de viver em novas esferas de regiões fronteiriças. Nessas áreas marginais acontecem coisas surpreendentes que nos tiram do nosso equilíbrio, como quando a gente desce uma escada e não acerta o último degrau, entrando num espaço indefinível antes de conseguir reencontrar o equilíbrio. Há um vazio entre o momento de deixar o ambiente antigo e o momento de entrar numa nova realidade.
Nesse processo podem ser descobertas, uma por uma, novas metáforas da divindade que serão guardadas em vasos de barro. Sempre de novo, a cada dia, é preciso buscar água fresca, tão escassa e preciosa. (p. 93)

Menu >> Início | Quem somos | Catálogo | Comprar | Download de textos |Notícias | Fórum | Contato
Português | Español | English
Olhe para dentro
R$ 28,90